HIPNOSE PARA INICIANTES
eBook - ePub

HIPNOSE PARA INICIANTES

WILLIAM W. HEWITT

  1. Portuguese
  2. ePUB (adapté aux mobiles)
  3. Disponible sur iOS et Android
eBook - ePub

HIPNOSE PARA INICIANTES

WILLIAM W. HEWITT

Détails du livre
Aperçu du livre
Table des matières
Citations

À propos de ce livre

A hipnose √© uma t√©cnica que lhe permite atingir um estado alterado de consci√™ncia ‚Äď o estado em que voc√™ sonha acordado ‚Äď deliberadamente e direcionar sua aten√ß√£o para objetivos espec√≠ficos, com o intuito de alcan√ß√°los. Como o sonhar acordado, a hipnose √© um fen√īmeno perfeitamente normal, seguro e saud√°vel. A diferen√ßa √© que na hipnose sua mente est√° direcionada n√£o para fantasias, mas para objetivos espec√≠ficos e ben√©ficos que voc√™ deseje atingir. Esses objetivos incluem deixar de fumar, seguir uma dieta, melhorar a autoimagem, superar fobias e medos, melhorar a mem√≥ria ‚Äď a lista de aplica√ß√Ķes √© ilimitada. Ao ler Hipnose para iniciantes voc√™ aprender√° como hipnotizar a outras pessoas e a voc√™ mesmo para atingir qualquer objetivo ben√©fico e compensador. Ao longo deste livro voc√™ encontrar√° t√©cnicas de hipnose completas, palavra por palavra, e exemplos de casos para ilustrar pontos espec√≠ficos. Nada √© deixado de lado. Voc√™ aprender√° at√© como modificar as t√©cnicas apresentadas no livro para desenvolver seu pr√≥prio processo. Este √© um livro de "como fazer" para o n√≠vel iniciante, no qual √© apresentado tudo o que voc√™ precisa para dominar a hipnose e a autohipnose. Seja para sua pr√≥pria instru√ß√£o, para se tornar um profissional e iniciar um neg√≥cio, para desenvolver essa habilidade para ajudar aos outros, aqui voc√™ encontra todas as informa√ß√Ķes necess√°rias. Al√©m disso, h√° dois b√īnus: o primeiro √© uma sess√£o poderosa que ensina tanto a regress√£o √† sua vida atual como a regress√£o √†s vidas passadas (incluindo roteiros exclusivos para realizar autorregress√£o); o segundo √© que este livro o faz ciente de como a autohipnose pode ser a entrada para o campo da experi√™ncia medi√ļnica.

Foire aux questions

Comment puis-je résilier mon abonnement ?
Il vous suffit de vous rendre dans la section compte dans param√®tres et de cliquer sur ¬ę¬†R√©silier l‚Äôabonnement¬†¬Ľ. C‚Äôest aussi simple que cela¬†! Une fois que vous aurez r√©sili√© votre abonnement, il restera actif pour le reste de la p√©riode pour laquelle vous avez pay√©. D√©couvrez-en plus ici.
Puis-je / comment puis-je télécharger des livres ?
Pour le moment, tous nos livres en format ePub adaptés aux mobiles peuvent être téléchargés via l’application. La plupart de nos PDF sont également disponibles en téléchargement et les autres seront téléchargeables très prochainement. Découvrez-en plus ici.
Quelle est la différence entre les formules tarifaires ?
Les deux abonnements vous donnent un accès complet à la bibliothèque et à toutes les fonctionnalités de Perlego. Les seules différences sont les tarifs ainsi que la période d’abonnement : avec l’abonnement annuel, vous économiserez environ 30 % par rapport à 12 mois d’abonnement mensuel.
Qu’est-ce que Perlego ?
Nous sommes un service d‚Äôabonnement √† des ouvrages universitaires en ligne, o√Ļ vous pouvez acc√©der √† toute une biblioth√®que pour un prix inf√©rieur √† celui d‚Äôun seul livre par mois. Avec plus d‚Äôun million de livres sur plus de 1¬†000¬†sujets, nous avons ce qu‚Äôil vous faut¬†! D√©couvrez-en plus ici.
Prenez-vous en charge la synthèse vocale ?
Recherchez le symbole √Čcouter sur votre prochain livre pour voir si vous pouvez l‚Äô√©couter. L‚Äôoutil √Čcouter lit le texte √† haute voix pour vous, en surlignant le passage qui est en cours de lecture. Vous pouvez le mettre sur pause, l‚Äôacc√©l√©rer ou le ralentir. D√©couvrez-en plus ici.
Est-ce que HIPNOSE PARA INICIANTES est un PDF/ePUB en ligne ?
Oui, vous pouvez accéder à HIPNOSE PARA INICIANTES par WILLIAM W. HEWITT en format PDF et/ou ePUB ainsi qu’à d’autres livres populaires dans Psychology et Hypnotism. Nous disposons de plus d’un million d’ouvrages à découvrir dans notre catalogue.

Informations

Année
2022
ISBN
9788579305900
Sous-sujet
Hypnotism

PARTE 2

Regress√£o e autorregress√£o

Capítulo 7
REGRESSÃO

A regress√£o √© uma viagem no tempo a um per√≠odo anterior ‚Äď tanto da vida atual quanto de uma vida passada. A hipnose √© uma excelente ferramenta para realizar essa viagem at√© o passado.
Você não deve tentar operar uma regressão em alguém até que tenha se tornado um hipnotizador relativamente experiente. Pois, um operador inexperiente pode fazer com que a regressão seja uma experiência traumática e desagradável para o sujeito. Por exemplo, suponha que você realize uma regressão em uma pessoa e a leve a uma vida passada exatamente no momento em que ele ou ela está sendo decapitada. Esse poderia ser um momento aterrorizante para seu cliente por se tratar de uma experiência real. A rotina da regressão, resumida a seguir, mostra como prevenir e/ou lidar com tais eventos no passado do sujeito.
Para certos tipos de situação, em geral, no tratamento de desordens mentais ou emocionais, pode ser necessário ou conveniente fazer que o sujeito tenha a experiência de dor, tormento, medo ou qualquer sensação com essa finalidade. Isso é de estrito domínio de psiquiatras, psicólogos ou médicos treinados. Se você não pertence a nenhuma dessas três áreas, permaneça longe do uso da regressão dessa maneira.
Esse capítulo lida com a regressão de um modo seguro para seu cliente. (A autorregressão, com que se deve lidar de um jeito diferente, será abordada por completo no capítulo 8.)
Eu somente realizo a regress√£o em sujeitos que j√° foram hipnotizados, seja por mim ou por outro operador. Quero que o sujeito de minha regress√£o j√° seja familiarizado com a hipnose. (Esse √© o meu modus operandi. Como voc√™ provavelmente j√° deve ter percebido, sou um tipo de hipnotizador que gosta de ‚Äúfazer a coisa certa‚ÄĚ. N√£o me arrisco com meus clientes e recomendo que voc√™ tamb√©m aja dessa forma. Tive de corrigir problemas criados por hipnotizadores mal-treinados; e fico furioso por saber que alguns deles s√£o insens√≠veis e negligentes. Essa √© uma das raz√Ķes pela qual escrevo este livro: ensinar como a hipnose pode ‚Äď e deve ‚Äď ser realizada de forma cuidadosa, segura, √ļtil e profissional.)

EXEMPLOS DE CASO DE REGRESSÃO

Quais s√£o os usos da regress√£o? Dois exemplos de como a utilizei podem ser encontrados a seguir.

Caso 1

Um homem de 35 anos me procurou para que eu o ajudasse a resolver uma dor cr√īnica nas costas. Ele sentia essa dor h√° tempos e a sentia sempre. Felizmente, o sujeito apresentava uma alta toler√Ęncia √† dor inata, apesar de ela ainda assim ser uma fonte de desconforto e irrita√ß√£o. O homem n√£o tinha hist√≥rico de les√£o ou doen√ßa. Ele j√° havia procurado v√°rios m√©dicos e a resposta de todos era sempre a mesma: ‚ÄúN√£o existem causas f√≠sicas para sua dor‚ÄĚ. Eles deixavam subentendido que aquela dor era fruto de imagina√ß√£o, mas ele a sentia: ela era real.
Realizei uma regressão nesse sujeito, levando-o ao ponto em que ele experimentara aquela dor pela primeira vez. Ele tinha 16 anos e se preparava para um teste no time de basquete do colégio, mas a dor era tão grande que o impossibilitou de realizá-lo, acabando, assim, com seus dias de atleta.
Uma investigação contínua sob regressão hipnótica revelou que ele havia sido uma estrela do time de basquete em uma pequena escola do Meio-Oeste. Ele era um herói local. Todos o conheciam e as meninas competiam por sua atenção. Então, o trabalho de seu pai fez com que a família se mudasse para Chicago. Ele se matriculou em um colégio cheio de atletas de alta qualidade. A competição era feroz. Em sua nova turma do colégio havia mais alunos que em todas as doze séries de seu colégio anterior. Ser um herói do basquete em uma pequena escola não fazia a menor diferença nesse ambiente novo.
Quando a época de testes chegou, ele estava com medo de falhar novamente. Seu medo era agravado pelo fato de ele ter se gabado de forma considerável sobre suas glórias anteriores.
Adivinhe o que aconteceu? Ele repentinamente desenvolveu uma severa dor nas costas que o impediu de participar da competi√ß√£o. Assim, ele teria uma raz√£o para que todos compreendessem ‚Äď e sentissem compaix√£o por ‚Äď sua impossibilidade em participar do time de basquete. Ele agora podia ser um espectador versado, fazer, da arquibancada, cr√≠ticas posteriores aos t√©cnicos e aos jogadores e alegrar-se com suas gl√≥rias atl√©ticas passadas.
Enquanto o homem ainda estava sob hipnose, conduzi-o à compreensão da natureza de seu problema. Então lhe disse que sua dor nas costas pertencia a uma era passada, e não era necessária em sua experiência de vida atual. Disse ao homem que sua dor nas costas estava congelada em 1964, e não poderia sair desse período. Então, eu o trouxe lentamente de volta ao tempo presente. Ao abrir os olhos, ele estava totalmente livre da dor pela primeira vez em muito tempo. No total, essa sessão levou cerca de uma hora para ser realizada.
√Č claro que existe a possibilidade de esse homem criar outra dor (ou outro sintoma), caso ele venha a se deparar com uma situa√ß√£o que acredite n√£o poder superar. No entanto, duvido que isso aconte√ßa, porque ele tomou conhecimento dos jogos que as pessoas criam consigo mesmas. Tamb√©m passei algum tempo o aconselhando sobre como superar e resolver problemas.

Caso 2

Minha cliente, uma garota de 16 anos, buscava o controle da dieta e do peso. Ela comia compulsivamente, mas seu problema verdadeiro era a autoimagem deficiente. Eu apliquei nela o programa de controle da dieta, de seis sess√Ķes, descrito na Parte I deste livro. Eu a via uma vez por semana e meu objetivo principal era melhorar sua autoimagem. Ela era uma cliente √≥tima para hipnose e, ap√≥s apenas cinco sess√Ķes, havia perdido a quantia de peso esperada para que permanecesse saud√°vel, havia parado de comer de forma compulsiva e, o mais importante de tudo, havia melhorado sua autoimagem. Ela passou a se gostar e se respeitar.
Senti que n√£o havia necessidade de seu retorno para a sexta sess√£o, ent√£o comecei a preencher seu cheque de reembolso por esse √ļltimo encontro (sua m√£e havia pago antecipadamente por todas as sess√Ķes). Ent√£o, ela me pediu para deixar que ela retornasse para a √ļltima sess√£o. Em vez de programa de dieta, a garota perguntou se eu poderia realizar, nesse √ļltimo encontro, uma regress√£o a vidas passadas com ela, e aceitei.
Eu a levei por um ciclo de morte e por um ciclo de nascimento. Nas instru√ß√Ķes de regress√£o que lhe dava, tamb√©m lhe disse para retornar a uma experi√™ncia de sua vida passada, se poss√≠vel, alguma que tivesse uma rela√ß√£o direta e importante com sua vida atual. A garota experimentou epis√≥dios de v√°rias vidas, incluindo a morte de seu marido, a quem ela era profundamente devotada. Em todas as experi√™ncias, ela amava e era amada. Ela experimentou o trabalho duro e aprendeu a import√Ęncia e a satisfa√ß√£o desse trabalho; ela experimentou ser imprescind√≠vel e realizar um trabalho de forma competente.
A regress√£o se revelou uma bela experi√™ncia para a garota e ela recebeu dois b√īnus inesperados. Primeiro, ela retornou da regress√£o com um sentimento de autovaloriza√ß√£o ainda maior, al√©m de um grande amor pela vida. Tudo refor√ßou o trabalho com a autoimagem que hav√≠amos atingido nas cinco sess√Ķes anteriores. Segundo (e aqui est√° o mais surpreendente), ela reconheceu seu marido que havia morrido como sendo o mesmo garoto de quem era noiva na vida atual. Apesar de eles n√£o terem a mesma apar√™ncia ou o mesmo nome, sua aguda percep√ß√£o sob profunda hipnose lhe propiciou tal reconhecimento.

A ROTINA DE REGRESSÃO

Preparação

Primeiro, utilize as técnicas de relaxamento profundo e de visualização para atingir o estado de hipnose, exatamente como detalhado na Parte I. As rotinas específicas e a sequência são de sua escolha devem ser feitas com base em sua experiência e preferência próprias. Um exemplo é usar as rotinas A, B, C, D, E, F, I, G e H.
Quando terminar a realização da rotina H, comece a de regressão, detalhada na próxima sessão deste capítulo. Essa rotina é uma abordagem geral: improvise suas próprias palavras para ajustá-la às suas necessidades. Para direcionar uma pessoa a uma regressão na vida atual, você lançará mão de palavras diferentes daquelas que utilizará para direcioná-la a uma regressão a vidas passadas. Quando você questionar o sujeito sob hipnose e promover uma conversa, será necessário perguntar e dizer o que for apropriado. Em grande parte dos casos, o que você pergunta ou para onde o direciona depende das respostas recebidas.

A rotina

Come√ßarei agora a fazer uma contagem regressiva, de 10 a 1. Cada n√ļmero que eu disser, vai lev√°-lo cada vez mais profundo e, quando eu chegar ao 1, voc√™ se encontrar√° em p√© em uma praia de areia branca, olhando um lindo e profundo oceano azul. 10‚Ķ 9‚Ķ 8‚Ķ 7‚Ķ 6‚Ķ 5‚Ķ 4‚Ķ 3‚Ķ 2‚Ķ 1. Voc√™ est√° agora em p√© em uma praia de areia branca, olhando um maravilhoso e profundo oceano azul. Esse √© o oceano da vida e ele se estende infinitamente √† sua frente, √† esquerda e √† direita. Voc√™ est√° em p√© sobre as areias do tempo e elas se estendem infinitamente √† sua esquerda e √† sua direita. Agora vire a cabe√ßa e olhe para sua esquerda. As areias do tempo se estendem infinitamente para o futuro. Perceba a neblina na praia que lhe impede nesse momento de ver al√©m. Agora vire sua cabe√ßa e olhe para a direita. As areias do tempo se estendem infinitamente para o passado. Perc...

Table des matières

  1. Capa P√°gina
  2. Página de Título
  3. Direitos Autorais P√°gina
  4. DEDICAT√ďRIA
  5. Introdução
  6. PARTE I: Hipnose e auto-hipnose
  7. PARTE 2: Regress√£o e autorregress√£o
  8. PARTE III: Aplica√ß√Ķes pr√°ticas e informa√ß√Ķes suplementares